Sugestão de atividade – Filme: Morte Negra (Black Death)

Assunto pouco tratado nas aulas de história e pelo cinema, a peste negra aparece como pano de fundo em “Morte Negra”. O filme se passa na Inglaterra, no ano de 1348, data em que historicamente houve uma pandemia da peste na Inglaterra.

Osmund, um sacerdote da Igreja católica, se junta a um grupo de cavaleiros em uma missão dada pela Inquisição de investigar um vilarejo, onde um primeiro grupo de cavaleiros havia sido enviado na mesma missão, mas nunca retornara. Há uma suspeita de que no vilarejo haveria uma bruxa que estaria trazendo os mortos de volta à vida. Osmund, que tinha uma relação amorosa com uma mulher, vê essa missão como uma oportunidade de se redimir.

Durante o caminho, o grupo é atacado por um bando de bandidos. Após vencerem os bandidos, Osmund encontra entre eles as roupas de sua amada ensangüentadas, ele deduz, então, que ela havia sido morta por eles.

Apesar da dor, Osmund continua a viagem com o grupo, até finalmente chegarem ao vilarejo. O vilarejo, cercado por um pântano, havia sido intocado pela peste; era próspero e saudável. Apesar de serem bem recebidos pelos moradores, instaura-se um clima de desconfiança onde os cavaleiros não sabem se é uma armadilha armada pela bruxa e, ao mesmo tempo, os vilões não sabem qual o verdadeiro propósito dos cavaleiros ou…. bom, talvez eles saibam.

A peste negra manteve sua presença praticamente durante toda a Idade Média (sécs. XIV a XVIII), mesmo assim é pouco comum se falar nela, principalmente nas aulas de história, que geralmente se referem à Idade Média como a “idade das trevas”, que conta sobre a Inquisição, o Iluminismo, Leonardo Da Vincci, mas quase não contextualiza esses temas com a peste negra. Mas impactos sociais e culturais causados por essa doença foram de total relevância: a doença foi vista como um castigo divino por muitas religiões cristãs, o que causou inúmeros massacres, perseguições, rebeliões e migrações. A alta mortalidade causada pela doença (praticamente só não morria quem era imune) causou uma elevação no custo da mão-de-obra e uma queda nos preços de terras em muitos países. Muitas pessoas do terceiro estado ascenderam economicamente, dificultando a distinção entre eles e os nobres, o que gerou conflitos sociais, revoluções e guerras civis.

A peste negra, controlada apenas em 1894, teve fortes influências no desenvolvimento da medicina e no imaginário do homem europeu. Foi uma das doenças mais significativas na nossa história, influenciando práticas e crenças, tanto religiosas como também culturais e científicas.

“Morte Negra” possibilita que todas essas questões sejam trabalhadas. Cada lado da história (cavaleiros/aldeões) explica a peste, a si mesmo e aos outros segundo a maneira pela qual sua crença os faz ver as coisas e que, ao mesmo tempo, os cega para enxergar como os outros se explicam e explicam as coisas. Qual dos dois lados então estaria certo nessa história?

Autor: Aram S. Menocci

Referência:

 SMITH, Cristopher; RAE, Douglas; MEURER, Jens; ROBERTSON, Phil; BERNSTEIN, Robert. Morte Negra. [Filme-vídeo]. Produção de Douglas Rae, Jens Meurer, Phil Robertson e Robert Bernstein, direção de Cristopher Smith. Reino Unido/Alemanha, Egoli Tossel Film/HanWay Films/Zephyr Films, 2010. 97min.

Anúncios

  1. Ferreira

    Uma afirmação como a seguinte não é óbvia e necessita ser melhor especificada: “graças a ela [a peste negra] que a medicina se tornou o quê é hoje e talvez, como uma hipótese, graças à peste negra, contida apenas em 1894 pelos médicos, a ciência e a medicina têm a credibilidade que têm hoje”. Ademais, o post merece uma revisão.

  2. Aram

    Olá P. Ferreira. Realmente talvez eu tenha sido pretencioso demais fazendo tal afirmação. Na verdade essa é só uma idéia/hipótese que eu tive no semestre passado em outra disciplina. Em 2008 eu cheguei a ter uma disciplina que estudava a relação entre Ciencias Sociais e as áreas médicas, mas já faz um certo tempo isso e lamentávelmente eu não me recordo do conteúdo. Tentei corrigir agora essas partes do texto.




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: