Vida Maria

“Vida Maria” – O curta onde retrata a vida de muitas famílias no interior do Nordeste e em muitas outras regiões.

Envolvente e real. Depois da discussão na última aula sobre as “expectativas de uma vida melhor” dos nossos alunos a partir de nossa atuação (ou não), cabe dar uma olhada…

A educação seria uma maneira de quebrar esses “ciclos” e diminuir a desigualdade social.
Cada um pode avaliar como seria a figura do Educador e seu papel se ele fosse adicionado nessa estória.
Além disso, se haveria um outro final.

Magno

Anúncios

  1. Olá, Magno, é muito importante compartilhar o vídeo e as questões que nos inquietam, mas, para podermos fazer uma avaliação dos posts no âmbito da disciplina é preciso escrever uma crítica mesmo do filme. Você pode fazer isso ainda, com este ou outro filme. Ou pode publicar outro trabalho e deixar este post (e outros) com o único fim de compartilhar algo mesmo. Abraços.

  2. paulovallis

    Olá, Magno. Gostaria de sugerir uma abordagem do que você chamou de “quebrar ciclos”. Seria interessante você aprofundar isso a partir do tema das historicidades linear e cíclica. Penso que é preciso algum cuidado para problematizar isso, até mesmo para não dar uma saída etnocêntrica para o papel do educador. Recorrer à bibliografia discutida em sala pode auxiliar nesse aspecto.

    Além disso, o texto abaixo pode ser um bom início de discussão e seleção bibliográfica sobre o que apontei de início:

    https://periodicos.ufsc.br/index.php/revistacfh/article/viewFile/25269/22221

    grande abraço

  3. Paulo, obrigado pelo artigo e, Cintia, obrigado pelas observações.

    Muito interessante o artigo da Maria Jose de Rezende.
    Achei interessante o desenvolvimento do assunto desde as ideias de Comte e de Spencer sobre a dinâmica social até a teoria cíclica de Sorokin e de Pareto sobre os autores das mudanças realizadas (elite ou por um grupo social). Na minha opinião o educador ficou sendo um coadjuvante nesse ciclo.
    Realmente a mudança social não segue uma reta, mas está também dentro de um círculo, e nesse “ciclo” que mencionei no 1o comentário sobre o curta, me fez repensar que ciclo era esse. Devemos visualizar o modelo sociológico no tempo e espaço e ir mais além, ver a 4ª dimensão dos fatos e buscar a não linearidade diretiva (marxismo) desse processo social, como mesmo comentado pela Maria Jose no artigo.




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: